2 de agosto de 2008

3. Brewferm Diabolo (kit)

E a produção seguinte foi um dos kits da Brewferm, o Diabolo. Como me iniciei na produção caseira logo pelo all-grain (a partir do grão), quis saber como é produzir uma cerveja de kit, e já agora ver se notava alguma diferença a nível de qualidade da cerveja obtida.
O processo de produção através de kits é bem mais simples que o all-grain. Segundo mandam as instruções do kit, basta apenas verter o conteúdo da lata no fermentador, adicionar a água quente necessária para obter o volume total de cerveja, adicionar 1 Kg de açúcar, misturar bem, inocular a levedura e depois é só deixar fermentar.
Eu como nunca resisto a inventar qualquer coisa, lá fiz uns pequenos kitanços. Coloquei a aquecer 9L de água, adicionei o conteúdo do kit e em vez de açúcar branco, adicionei 1 Kg de candi sugar.
Quando este mosto levantou fervura, adicionei uma mão cheia de lúpulo Challenger para dar alguma frescura à cerveja. Adicionei também um pouco de Irish Moss, para ajudar na clarificação da cerveja, de forma a obter uma cerveja o mais límpida possível. Deixei ferver durante 10 minutos e logo arrefeci o mosto à temperatura ambiente.
Hidratei e inoculei a levedura e coloquei o fermentador num banho-maría a 22ºC.
A cerveja ficou no fermentador primário durante uma semana, duas no fermentador secundário e depois engarrafei. Fiz um primming de 6g de açúcar branco por cada litro de cerveja.
Passado 3 semanas estava pronta a beber.
Após a prova posso dizer que ficou uma cerveja bastante agradável. Apresenta uma cor âmbar bastante límpida devido ao candi sugar que lhe adicionei, tendo formado uma espuma abundante de cor branca moderadamente persistente. Aroma doce a malte e caramelo, que mais uma vez é devido ao candi sugar. Na boca também é adocicada com algumas notas de caramelo e citrinos. Amargo acentuado. No geral ficou uma cerveja bastante agradável e bem refrescante!

2 comentários:

Joao Santos disse...

Primeiro, parabéns pelo blog! Estou a devorar-lo! Depois, uma duvida já que experimentaste um kit da Brewferm e eu também estou a experimentar uma deles, a Triple. A temperatura recomendada por eles (nas instruçoes do kit) para a fermentaçao é de 25 graus. Porque é que optaste por uma mais baixa, de 22? E agora, com receio e pé atras (classico medo de principiante)... É normal 24 horas após a colocaçao da cerveja no fermentador, haver muito poucos sinais de fermentaçao (apenas uma discreta espuma e pequena "humidade" no borbulhador)? Obrigado e boas cervejas!

Edson Costa disse...

Caro João,
antes de mais quero agradecer a tua visita ao Brewing Sessions. Espero que te ajude em alguma coisa, e que também sirva para colocares as tuas dúvidas, sugestões e também para ires relatando as tuas produções.
Ultimamente não tenho tido muito tempo para actualizar o blog, quanto mais para me dedicar à produção. Mas em breve vou voltar ao activo e, assim que possa, deixo cá notícias.
Em relação à questão da temperatura, optei pelos 22ºC por uma questão de criatividade, se é que lhe posso chamar assim.
O meu objectivo não era reproduzir exactamente a cerveja do kit, e por isso fiz algumas alterações, nomeadamente a introdução de Candi Sugar, fervi o mosto e juntei-lhe um pouco de lúpulo e Irish Moss e baixei a temperatura de fermentação para os 22ºC.
No geral ficou uma cerveja bastante boa, apenas com o senão de ter ficado ligeiramente amarga de mais para o meu gosto.
Relativamente à tua produção, pode estar tudo a correr bem, apesar de demorar um pouco mais a arrancar a fermentação, ou então também pode estar a correr qualquer coisa mais. Vou dar alguns palpites: oxigenação insuficiente do mosto, o que vai fazer com que a fermentação demore mais tempo a arrancar. O fermentador pode estar mal fechado, e o CO2 que deveria estar a saír pelo borbulhador, está a saír por outro lado qualquer.
Em primeiro lugar aconselho-te a esperar mais um pouco e ver se a fermentação arranca. Se tal não acontecer, verifica se o fermentador estão bem fechado. Para isso basta fazeres pressão na tampa e verificar se há oscilação do liquido que tens no borbulhador. Se oscilar é porque está estanque, se não oscilar é porque o teu ar está a saír por qualquer lado.
Se o fermentador estiver bem fechado experimenta agitar o mosto para levantar alguma levedura que possa estar sedimentada no fermentador, e ao mesmo tempo estarás também a disponibilizar à levedura algum O2 que possa estar no espaço entre a superfície do mosto e a tampa do fermentador.
Se mesmo assim a coisa não mexer, aí poderás ter um outro problema, eventualmente a levedura poderia já não vir nas melhores condições, e para resolveres o assunto terás que comprar outro pacote de levedura e adicioná-la ao mosto.

Espero ter ajudado em alguma coisa, e mais alguma dúvida que tenhas é só colocares. Mais tarde ou mais cedo obterás resposta!

Abraço e boas fermentações!